18dez
marketing de afiliados

O crescimento do e-commerce como meio de compra, junto com novas tendências de consumo, impacta diversos segmentos da economia. Esse ambiente digital, presente no dia a dia das pessoas, mudou a forma das empresas pensarem e fazerem marketing. Buscando a forma mais eficiente de impactar o público-alvo, os negócios se veem obrigados a inovar continuamente. Como resposta a esses fatores e mudanças, vemos o marketing de afiliados ganhar notoriedade no meio empresarial. Diversas empresas estão apostando nesse modelo como forma de otimizar seus recursos, aumentar a capilaridade da marca e, consequentemente, converter mais vendas.

Quase todo mundo possui uma loja ou estabelecimento de preferência. Local esse que, normalmente, indica para que familiares e amigos também comprem lá. Pratica cultural do “boca a boca” que os gestores se esforçam para conquistar. Afinal, fidelizar um cliente ao ponto que ele, espontaneamente, traga novos consumidores é algo fantástico. Por outro lado, o cliente faz aquela “brincadeirinha” de pedir uma comissão por causa das vendas oriundas da indicação dele. Pedido esse que faz sentido, afinal, o lojista está “economizando” com marketing para atrair esse novo cliente. No ambiente online, o marketing de afiliados, basicamente, funciona similarmente como esse case do cotidiano.

marketing de afiliados

No Programa de Afiliados do CMDA, a cada venda realizada com o cupom de afiliado, a pessoa recebe 10% de comissão sobre a venda

1. Venda alinhada com as tendências do marketing digital

Basicamente, o marketing de afiliados é uma forma de comercializar produtos e/ou serviços, condizente com as tendências digitais. Hoje, o cliente quer produtos e serviços com diferenciais e vantagens perceptivos, além de praticidade no processo de compra. Então, trata-se de um tipo de publicidade online, feita pelo afiliado por meio de anúncios em sites, redes sociais, canais no YouTube, entre outros. Em troca, a empresa parceira devolve uma comissão, que pode ser por cliques, vendas ou demais ações. Ou seja, o marketing de afiliado é baseado, totalmente, em performance, por meio da parceria entre a empresa, fornecedora do produto, e do afiliado, que faz a venda.

2. Publicidade embasada e mais atrativa para os clientes

Hoje em dia, os clientes tendem a priorizar marcas que ofereçam diferenciais perceptíveis. Além disso, a compra por impulso é substituída pela compra embasada. Atualmente, o cliente realiza uma pesquisa antes de tomar a decisão. Nesse processo, ele procura o maior embasamento possível para se assegurar de que o produto ou serviço que comprará, de fato, sanará suas necessidades. Ciente disso, as empresas buscam meios de passar segurança e informação ao consumidor. Assim como no exemplo, as pessoas tendem a comprar alguma coisa quando um conhecido faz a indicação. Esse fator, aumenta a segurança da compra. Dessa forma, investir em um programa de afiliado é um benefício para ambos os lados. A empresa melhora seu desempenho e o vendedor recebe uma verba pela venda.

3. Mercado em pleno crescimento

Historicamente, o primeiro programa de marketing de afiliados criado no mundo foi o Amazon Associates, da Amazon, criado em 1996. Desde então, por conta dos inúmeros benefícios, essa modalidade ganhou forte expansão. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Marketing de Afiliação (IBMAfiliados), de 2013 a 2015, 20 mil novos empreendedores digitais ingressam por mês nesse segmento. Calcula-se também que, no ano passado, a modalidade cresceu cerca de 28%, acompanhando o ritmo de crescimento do e-commerce nacional. Números esses que tendem a aumentar nos próximos anos. Segundo previsões da Forrester Colsulting, o mercado de marketing de afiliados mundial deve movimentar aproximadamente US$ 7 bilhões até 2020.

4. Forma de venda mais rentável

Como explicado, o marketing de afiliados trata-se de uma evolução dentro das tradicionais ferramentas do Marketing Digital. As primeiras formas de se fazer publicidade na internet eram por meio dos banners, pagos no esquema pay-per-click. Esse formato fez com que houvesse um crescimento abrupto da concorrência, encarecendo os preços por clique. Como resposta, os anunciantes buscaram alternativas com melhor ROI para as campanhas, adotando novas formas de fazer publicidade na internet.

Nesse cenário, surge o marketing de afiliados como uma forma marketing mais rentável. Em consequência, os anunciantes passaram a se preocupar mais em oferecer campanhas personalizadas e segmentadas para atrair mais os afiliados. Diferente dos banners, no marketing de afiliados, os anunciantes podem ter um alto retorno mesmo sem ter uma alta audiência. Isso porque a conversão está mais relacionada com o poder de segmentação e com a credibilidade da campanha e do produto e não com o alto volume de cliques.

Quanto mais segmentado for o conteúdo, mais embasado e direcionado será par ao público-alvo, sendo, dessa forma, maior o poder de convencimento para o leitor investir no marketing de afiliados. Os afiliados, por sua vez, podem ser qualquer pessoa, dependendo do tipo do produto e perfil do site anunciante. A intenção do marketing de afiliados, então, é incentivar a movimentação e a conversão natural das vendas. Os afiliados são, de certa forma, representantes de uma marca no ambiente digital. A diferença é que o empenho e comprometimento é subjetivo de cada afiliado, alguns podem fazer dessa a única forma de renda, outros, apenas como um complemento.

marketing de afiliado

Após realizar 10 vendas com o cupom de afiliado, além da comissão, o afiliado receberá uma bolsa para realizar o Curso Marketing Digital Avançado

5. Diferentes maneiras de atuar com marketing de afiliados

Como o marketing de afiliados é uma modalidade baseada na segmentação, há diferentes tipos de programas. Cada um é mais indicado para um perfil especifico de site, produto, serviço e metodologia de relacionamento com o afiliado. Os mais comuns são:

CPC: Custo por Clique

No sistema de pagamento por clique, o afiliado recebe proporcionalmente pelo número de cliques que um determinado anuncio divulgado pelo afiliado recebe. Normalmente, esse valor é fixo e contabilizado por IP. As campanhas dessa natureza são adotadas por empresas que procuram tráfego para os sites, porém, sem se preocupar muito com a diferenciação de cada visitante.

CPA: Custo por Ação

No custo por ação, a empresa determina uma ação específica para o afiliado. Por exemplo, fazer um download de e-book, preencher um cadastro, depositar um valor, etc. Cada ação condiz com a necessidade da empresa em prol daquele segmento e o valor é estipulado com base na complexidade de tal ação.

CPL: Custo por Lead válido

Essa modalidade de marketing de afiliados é similar ao CPA. A diferença está que o afiliado recebe com base no número de usuários (leads) que são validados na plataforma. Normalmente, as empresas que buscam por esse tipo, são aquelas que querem encontrar um perfil especifico de pessoas, assim, os afiliados funcionam como uma espécie de “filtro” de clientes. Por exemplo, empresas de crédito, que podem pagar apenas pelos leads que possuem um crédito disponível.

CPM: Custo por Mil Impressões

Outro tipo de marketing de afiliados é o custo por mil impressões, normalmente adotado por afiliados que possuem um site ou blog. Nesse tipo, é pago um valor específico para cada mil impressões (visitas) no site, independente do número de cliques. Esse formado é mais indicado para quem possua uma plataforma com um grande volume de acessos.

CPF: Custo por Formulário

Similar ao custo por ação, o custo por formulário remunera os afiliados que fazem com que uma determinada pessoa acesse o site da empresa e preencha um formulário, quem podem ser simples ou complexos. Por exemplo, empresas de consultorias e pesquisas específicas podem fazer uso desse meio para angariar pessoas qualificadas para tal formulário.

CPV: Custo por Venda

A forma de recompensa que mais ganha destaque no marketing de afiliados é o custo por venda. Nesse modelo, o afiliado recebe uma comissão pela venda de cada produto ou serviço da empresa. Adotado por diversos e-commerces e empresas do varejo online, o custo por venda é uma excelente forma dos sites aumentarem o faturamento e a base de clientes.

marketing de afiliados

Afiliado da CMDA pode usar o programa como um complemento de renda, ofertando o curso para amigos, familiares e colegas de trabalho

Seja um afiliado CMDA

Como explicado, o marketing de afiliados é uma tendência digital que só crescerá nos próximos anos. Participar desse mercado o quanto antes é fundamental para quem quer ter menos concorrência. Uma boa oportunidade para ampliar renda e participar desse cenário é por meio do programa de afiliados do CMDA. Nesse sistema, o filiado tem a oportunidade de ser parceiro do Curso de Marketing Digital Avançado mais completo do Brasil. Além disso, recebe uma porcentagem de 10% sobre cada curso vendido.

Ao se cadastrar na página do programa de afiliados do CMDA, o interessado recebe um cupom personalizado e passa a atuar como um representante de vendas do curso de marketing mais completo no País. Além de fazer parte de um estilo de publicidade em crescimento, o filiado comercializará um produto inovador e com alta demanda. Afinal, a capacitação em marketing digital é um assunto bastante requisitado. Dessa forma, o filiado terá a oportunidade e a facilidade de encontrar potenciais clientes e dispor um produto repleto de diferenciais e benefícios para facilitar na conversão das vendas.

Deseja aumentar sua renda? Seja um Afiliado do Curso Marketing Digital Avançado!

Deixe seu comentário::

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *